Escolha uma Página

O número de brasileiros com o nome sujo bateu recorde este ano de acordo com o Serasa, são 63,2 milhões de Brasileiros com dívidas atrasadas.

Que o Brasil passou por uma crise econômica, ninguém pode negar e com isso muitos brasileiros acabaram tendo sua saúde financeira abalada, o que justifica esses dados do Serasa onde a maioria dos brasileiros está devendo para os bancos e cartões de crédito. Hoje a taxa de desemprego já está diminuindo, mas o desemprego atinge muitos. Com tudo isso resolvemos escrever 12 dicas para melhorar o seu controle financeiro, tanto pessoal quanto da sua empresa.

  1. Saiba o quanto você ganha e quais são suas despesas

Esta vale tanto para empresa quando para a nossa vida, nós sabemos o quanto nós ganhamos, mas e o que gastamos. Você controla aquele café da tarde ou aquele almoço com o seu cliente? Você coloca nas suas despesas até a bala que você compra? Estes são os ladrões de dinheiro, pois como são valores que imaginamos como “supérfluos” não os colocamos em nossos gastos e quando vemos, nosso dinheiro está indo todo nele.

2. Verifique as despesas que você não necessita ou não utiliza

Quando analisamos os nossos gastos percebemos que temos algumas coisas que não necessitamos, por exemplo, ter tv a cabo se você só assiste aos canais abertos ou ter um pacote de internet de 100 mega se você só utiliza 30. Quando avaliamos gasto por gasto conseguimos perceber onde podemos melhorar no nosso planejamento.

3. Reavalie seus gastos

Esse é difícil, mas como exemplo, você já parou para ver quanto você gasta por ano e mês de taxas do banco, já avaliou outros bancos? Se você tem empréstimo, já avaliou as taxas dos outros bancos? O mesmo vale para capital de giro das empresas. Este é um exemplo simples de como nós podemos reavaliar nossos gastos.

4. Renegocie suas dívidas

Você fez uma boa venda ou recebeu um bônus, você pode com isso tentar renegociar algum adiantamento do cartão de crédito, ou antecipar uma parcela, quem sabe até quitar alguma dívida que está te tirando o sono por conta dos juros.

5. Corte o cartão de crédito

Quem nunca se complicou com cartão de crédito que atire a primeira pedra. O problema do cartão é que ele nos dá a sensação de poder, de ter dinheiro, porém quando a fatura chega, percebemos que a realidade não é bem essa. O cartão dá a sensação que a parcela não vai pesar, mas esquecemos do conjunto das parcelas no final do mês, por isso muitos especialistas (e sabemos que eles estão certos) falam para quebrarmos os cartões.

6. Faça um planejamento

Depois desses passos, você tem uma ideia melhor da sua vida financeira, por isso o planejamento é tão importante, pois agora você irá se preparar para o seu próximo mês, próximo ano ou quem sabe para daqui 10 anos. O planejamento serve para traçar novas rotas, verificarmos o que precisaremos mudar tanto para diminuir os gastos quanto para aumentar a receita. Quantos clientes você precisa par fechar aquele faturamento dos sonhos?

7. Compare preços

Liquidação, Black Friday, essas palavras geram felicidade, ou não. Antes de comprar qualquer produto, analise o mercado, pois a mesma liquidação pode estar por 10,00 em uma loja e por 11,00 em outra.

8. Desejo x Necessidade

Quando for comprar algo pense se isso é uma necessidade ou desejo. Se for uma necessidade você conseguirá avaliar os benefícios que lhe dará a longo prazo, porém se for um desejo ele irá te satisfazer momentaneamente e depois pode ser que você nunca mais use e até se arrependa de ter gastado com isso.

9. Metas e Objetivos

Quando adquirimos maior controle financeiro, começamos a visualizar aonde queremos chegar e como, além de incentivar a continuar no projeto Fitness Financeiro. Por isso é importante traçarmos metas e objetivos, eles nos mostraram o caminho de como chegar aonde queremos.

10. Invista

Palavra do momento: INVESTIMENTO. Sim, hoje é o que mais se fala no Brasil. Hoje temos vários bancos de investimento e tipos, como tesouro direto, Selic e outros. O bom para todos é que hoje existem títulos que podemos começar com R$ 30,00 e deixar esse dinheiro render (só não vai achando que só com esse investimento você irá virar a Betina).

11. Faça um fundo para emergência

Não é sempre que o mar está a favor, por isso é importante nos preparamos para emergências e elas podem ser as mais variadas possíveis. Com isso você já tem de onde tirar dinheiro para essa emergência.

12. Automatize

E por fim, hoje papel não salva muito, por isso é importante ter sistemas ou até planilhas em excel que controle esses gastos para você. Neles você terá um cálculo e planejamento mais acessível e seguro.

Como escolher um computador que atenda suas necessidades?

POR JOÃO CARLOS ARIAS

Ataques cibernéticos e Segurança: Você está preparado?

POR LEANDRO LEME

WhatsApp chat