(11) 2098 - 6988 contato@vsol.com.br

Com toda a tecnologia e pouca segurança, listamos 10 pontos para você se prevenir de muitos ataques na sua empresa.

Temos o prazer de viver a Era Digital, onde estamos conectados 100% do tempo com tudo e todos, onde podemos conversar com quem quisermos a qualquer momento e também usar aplicativos que facilitam nossa vida, mas estas facilidades acabam por esconder e até mascarar uma série de problemas e ataques hackers que podemos sofrer diariamente sem nem mesmo percebermos que isso está ocorrendo.

Nos últimos anos temos acompanhado nos principais meios de comunicação o grande número de notícias que envolvem as maiores empresas do mundo com vazamento de informações ou ataques que fazem as empresas perderem bilhões de dólares e isso tem alarmado desde as grandes nações, a todos os tipos de empresas e pessoas.

Hoje se faz necessário nos prevenir deste tipo de roubo digital que tem se tornado muito popular em todo o mundo e estruturar Sistema de Gestão de Segurança da Informação nas empresas se faz mais que necessário para que consigam prevenir este tipo de ação.

Os hackers acabam sempre procurando facilidades para efetuar algum tipo de ataque ou roubo de informações e conforme estudo da Polícia Civil de Ataques Cibernéticos, 65% dos ataques cibernéticos são em PMEs, por se tratarem de empresas com um orçamento financeiro não tão alto como as multinacionais, e praticamente nenhuma destas empresas dispões uma equipe de Segurança da Informação ou nem possui conhecimento da necessidade de se proteger.

Pensando nisso, listamos os 10 principais pontos em Segurança da Informação que uma empresa deve se atentar para melhor se proteger deste tipo de ação em um mundo onde nossa vida está 100% conectada à Internet.

1. Equipe de Segurança da informação

       A contratação de funcionário(os) ou de consultorias que tenham experiência em Governança de Segurança da Informação se faz necessários nos cenários atuais do mercado, pois um profissional com este conhecimento agregará valor ao negócio, visto que, o mesmo conseguirá analisar todos os processos de negócios e ajudar a definir planos de melhorias e novos softwares que ajudarão na proteção dos dados e dos ativos da empresa.

2. Se adequar a LGPD

       A nova Lei que entrará em vigor no fim do ano de 2020 e tem causado algumas dores de cabeças para as empresas no mundo a fora com multas bilionárias, como se pode ver nos casos de empresas como a Google. Esta Lei tem como objetivo restringir o uso dos dados pessoais da população em geral a fim de manter maior sigilo das mesmas, portanto, empresas que se utilizam destas informações terão que se adequar a estas Lei aqui no Brasil para que não sofram sanções e multas exorbitantes.

3. Ameaças Internas

       No que se diz respeito a ameaças internas, temos como ponto de entendimento o funcionamento da empresa, como os colaboradores tem acesso a informações sigilosas e como podem manipular estas informações. O maior ofensor no que se diz respeito a Segurança da Informação sempre foi e sempre será o colaborador, pois são eles que tem acesso a algumas informações da empresa que podem comprometer a mesma e o motivo destes vazamentos são os mais variados. Então conhecer as Ameaças Internas e como prevenir e/ou mitigar se faz necessário.

4. Atualização de Software

       Esse é o segundo ofensor mais importante de Segurança da Informação, são através de softwares desatualizados que os hackers conseguem encontrar as famosas backdoors para realização dos ataques nas empresas. É de suma importância que todos os softwares utilizados na sua empresa estejam sempre com a última atualização configurada.

5. Backup dos dados

       O Backup diário das informações da empresa é muito importante para o negócio, hoje as PMEs estão mudando a visão em relação a esta ação, pois sem ela uma empresa chega a falir em um caso de ataque Ramsonware (software nocivo que restringe acesso ao sistema infectado com bloqueios) onde o atacante acaba por sequestrar todas as informações chegando até mesmo a apagar tudo fazendo assim a empresa ter que começar do Zero. Então um investimento em um backup diário dos dados é um passo e uma melhoria importante para uma empresa poder se estruturar de um ataque hacker.

6. Resposta a Incidentes

       Vivemos em um país aonde não temos muitos desastres naturais como furacões, terremotos, vulcões e etc., mas no que se diz respeito a estar preparado as adversidades que possam vir a interferir ou paralisar um dia de trabalho de uma empresa é um dos pilares importantes dentro de Segurança da Informação. Ter um plano de ação para as adversidades que possam vir a ocorrer, deste a Queda de Energia Elétrica até um incêndio no prédio da empresa, são importantes para que a empresa não tenha maiores prejuízos financeiros.

7. Engenharia Social

       Outro ponto de atenção no que se trata de ofensores de Segurança da Informação, os hackers se utilizam de Engenharia Social para obter informações sobre a empresa para a realização de um ataque, pois um hacker só consegue iniciar ataques direcionados a uma companhia especifica após obter informações suficientes que farão que seu ataque seja bem-sucedido.  Um ataque de Engenharia Social ocorre de diversas formas, seja ela por Telefone ligando na empresa se passando por alguém, seja ela por e-mail através de Phishing onde o mesmo se passa por algum conhecido e envia links para pessoas internas da empresa. E muitas destas informações de colaboradores podem ser encontradas de diversas formas hoje em dia, através de LinkedIn, Facebook, ou até mesmo nas próprias páginas das empresas.

8. Treinamento de funcionários

       Umas das maiores exigências da norma de SGSI (Sistema de Gestão de Segurança da Informação) a ISSO 27001:2013 é o treinamento da empresa sobre Segurança da Informação. A norma diz que TODOS os colaboradores, desde o Presidente ao colaborador da limpeza, pelo menos uma vez ao ano, precisa passar por um treinamento sobre as melhores práticas de segurança como a utilização das dependências com crachás, a senhas de segurança, a não compartilhar estas senhas e assim por diante.

9. Políticas de Segurança da Informação

       As Políticas de Segurança da Informação têm como objetivo possibilitar uma diretriz para os colaboradores da empresa estabelecendo padrões e regras para a proteção das informações da empresa. Ela é de suma importância, pois a partir dela a empresa deve se estruturar afim de não sofrer vazamento de informações e nem ataques.

10. Testes de invasão

       E por fim, testar todas as opções anteriores, uma fase de teste é de grande valia para saber se todos os controles, processos e atividades que estão sendo realizados estão sendo efetivos no que se diz respeito a vazamento de informação. Empresas hoje vendem este tipo de validação através de PenTest, onde eles irão realizar os testes de ataques das mais diversas formas. Com esta informação em mãos as empresas saberão quais são os seus pontos de melhoria para que a empresa sofra o menos possível em um mundo onde a informação é o maior ativo.

WhatsApp chat